Opinião * Perdida - Carina Rissi

21:33 Babi Mac 8 Comments


Autor (a): Carina Rissi
Série: Livro #1
Gênero: Chick-Lit Nacional
Ano: 2011 
Páginas: 472
Editora: Baraúna -  Direitos atuais reservados à Editora Verus - Grupo Editorial Record

   Um livro digno de ser relido quanto mais vezes eu puder até me cansar (coisa que é fácil de acontecer comigo, mas com esse livro é diferente). É de uma autora brasileira!! Estou encantada desde que o li *---*


    Na maioria das Tags que faço aqui no blog, de algum modo esse livro sempre está no meio. E o motivo é simples: ele é F.A.N.T.Á.S.T.I.C.O.
   Perdida já é uma virose brasileira, no bom sentido. Quem leu, não consegue e nem quer desapegar. Esse é aquele livro que você recomendaria para todo mundo se o mundo inteiro tivesse o mesmo gosto.  A autora Carina Rissi foi capaz de fazer uma das melhores obras para adolescentes. 

Detalhe técnico:

   Fiquei boba quando a Editora Baraúna parou de publicar esse sucesso tão óbvio, mas agora agradeço à Editora Verus por ter dado uma repaginada e uma mudança bem vinda no livro. Mesmo que a 1ª edição do livro tenha sido feita sem muita qualidade (pela Baraúna), tenho que admitir que os fãs precisam agradecer a editora por dois motivos: 
   1) Foi a arte da 1ª edição que a imagem do All Star vermelho foi consagrada como um símbolo perfeito para a história e 
   2) A Baraúna abre espaço para novos autores, o que de fato é maravilhoso e pouco comum no mercado brasileiro.

   Então vamos logo de uma vez para a minha opinião... Uma história que faz você rir durante a leitura, e chorar quando a termina. No livro conhecemos nossa protagonista moderna, trabalhadora e fã de Jane Austen ♥
   Sofia Alonzo, uma mulher de 20 e poucos anos que tem uma vida comum para o século XXI. Ela fez faculdade, agora trabalha em um escritório (e odeia), só come comida requentada e mora sozinha em um mini apartamento. Não é uma vida ruim, só normal para os dias de hoje.
   Vive para pagar as contas e aturar seu chefe no trabalho. Seu único consolo é a tecnologia e a sua melhor amiga Nina. Numa Happy Hour com a amiga para se distrair do trabalho sufocante, Sofia quebra seu celular acidentalmente. Mas já que hoje em dia viver sem um é maluquice, Sofia logo vai atrás de outro para substituir o velho.
   E quem diria que seria uma vendedora misteriosa somado à um celular maluco daria numa aventura no tempo? 
Logo após de ligar o celular -- ou não já que o troço nem ligava -- , Sofia vê uma luz brilhante e acaba desmaiando após tropeçar e bater a cabeça. Quando acorda,  a única coisa que ela sabe é que não está na sua cidade. 
   Nesse momento de confusão, Sofia vai receber a ajuda de um homem sexy e bom demais para ser verdade - no nosso século. Agora com uma suspeita gigantesca do homem bondoso demais, ela descobre que está no ano de 1830, no século XIX. 

"– Não vou para sua casa, ficou doido? Eu sei lá o que você pretende fazer comigo? Você pode muito bem ser um psicopata que quer me fazer em pedacinhos e me guardar dentro do freezer para comer aos poucos. Não sabe em que ano estamos?  estava desconfiada que ele fosse um maluco, mas ele não parecia ser um psicopata.
.....
  Estamos no ano de mil oitocentos e trinta e garanto-lhe que sou um homem de bem. Não tenho outra intenção que não seja ajudá-la!  ele respondeu, ofendido à minha pergunta retórica.
Ele disse mil oitocentos e trinta?
Explodi num ataque de riso histérico, não pude me controlar. O rapaz pareceu perturbado."
Pág. 44

   A coisa mais sensacional é ver a Sofia entrando em várias frias por ser essa mulher moderna no meio de personagens tão comportados e com mentes fechadas. É hilário ver os momentos constrangedores de comportamentos tão opostos aos que ela conhece. Como  por exemplo: o banheiro ser do lado de fora da casa, não existir comidas nem bebidas geladas, mulher não poder usar calças e tudo o mais.
   Ficar sem os pequenos detalhes e produtos que temos hoje, seria um grande desafio para mim. Isso é o mais especial do livro, Sofia vira uma melhor amiga e você ainda se coloca no lugar dela e se imagina vivendo os problemas que ela vive.

    Para quem gosta de uma história leve, romântica e surpreendente, recomendo Perdida sem pensar duas vezes. No livro os personagens foram bem apresentados e muito bem colocados no cotidiano da Sofia.
   Ian Clarke é o cara sexy, educado e apaixonado por suas raízes. Mesmo não entendendo a situação da Sofia, faz de tudo para ajudá-la a voltar para casa (mesmo que não saiba de muitos detalhes sobre esse "onde"). Claro que passando tanto tempo com uma mulher independente e de temperamento forte, que não descobre um meio de voltar para sei lá onde, Ian acaba se apegando à ideia de te-la como esposa (amor à primeira página).
   Também conhecemos Elisa, que é a irmã caçula do Ian. Ela é uma graça de menina e apoia os dois personagens nas maluquices que acabam acontecendo. Elisa é a garota neutra entre os dois. Ao contrário da sua melhor amiga Teodora, que é a discórdia da casa mas uma grande amiga da família. Tenta engolir ela Sofia!! Só tenta!
    E na casa, existem dois empregados que praticamente fazem parte da família. A Senhora Madalena e o mordomo Gomes são pagos para trabalharem, mas é impossível os dois não darem risadas com as tiradas da Senhorita Alonzo.

Detalhe Histórico

Carina deixou de fora o fator da escravidão no Brasil e como a própria autora enfatizou, ela deixou esse fato importante da nossa história de lado porquê já que estava escrevendo um romance ficcional, então quis tirar uma parte obscura da nossa história. A autora tem total de direito e a minha total gratidão por ter feito isso.
    
   Carina escreveu um romance perfeito. A ficção que ela proporcionou fez minha ressaca literária valer a pena. Li em duas horas numa madrugada.  Gente, é sério... A leitura é maravilhosa.
#AutoraRecomendada
(Atualização): A série é composta por 6 livros, sendo que dois deles (Perdida & Encontrada) já foram escritos e publicados.

8 comentários:

  1. Oi, Bárbara! Adorei a resenha!
    Já faz um bom tempo que estou de olho nesse livro, mas parece que o universo não está conspirando a meu favor haha. Estou muito ansiosa para lê-lo e com sua resenha fiquei ainda mais!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Iza. Leia, não perca a chance, é maravilhoso, o Universo não está com nada kkk.
      Bjs ^^

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha Bárbara, o livro parece ótimo assim como seu blog. Adorei e já sou seguidora! Também te indiquei em uma tag, olha só:

    http://reliquiasdeumasonhadora.blogspot.com.br/2015/01/tag-liebster-award.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Estefany. Não conhecia seu blog, mas agora já estou seguindo..
      Agradeço o elogio e obrigada por me indicar para fazer a Tag. Infelizmente já fui tageada, mas vou fazer algum esqueminha para te responder e te linkar.
      Beijos ♥♥

      Excluir
  3. Caroline Stephanisábado, 24 janeiro, 2015

    Ai, esse livro ♥
    Não tenho nem palavras para agradecer a indicação e o empréstimo do mesmo kk, mas muito obrigada linda ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdida é Perfeição ♥
      A melhor sensação é você ter amado o livro tanto quanto eu Cah!!
      Nem agradece .. Bjs

      Excluir
  4. Estou dando uma geral nas suas resenhas e a cada resenha lida eu tenho que comentar! Meu Deus eu já era apaixonada pela temática deste livro agora com essa resenha eu só digo uma coisa: P-R-E-C-I-S-O!!!!! É o tipo de livro que eu vejo que vou ler e me apaixonar! meraconfusao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk Que bom que está gostando desse passei pelo blog IL, Fran. Fico feliz! ^^

      Perdida é leitura obrigatória para qualquer romântica de carteirinha. A-D-O-R-O!
      Bjs garota!

      Excluir

Olá, deixe seu comentário. Eu vou adorar responde-lo.